top of page

MetLife e Route Institute realizam 3ª ação de coleta de lixo em São Paulo

Projeto faz parte das estratégias da empresa para atingir as metas em ESG e dessa vez foi realizado em nova área, a Prainha do Riacho Grande


A MetLife, uma das principais empresas de serviços financeiros do mundo, e a Route Institute - organização da sociedade civil autônoma, sem fins lucrativos – realizaram na sexta-feira, dia 12, a terceira ação conjunta de coleta lixo, em São Paulo. Cerca de 70 voluntários, entre colaboradores da empresa, seus familiares e membros da ONG, participaram da ação de impacto social e sustentável que aconteceu na Prainha do Riacho Grande, na região metropolitana de São Paulo, um local turístico, na descida para a Baixada Santista, que faz parte do sistema Billings e abastece a região do ABC. No total, mais de 71 quilos foram recolhidos, o que equivale a 8.593 itens, sendo 3.075 de não recicláveis, 3.333 de plástico, 1.384 de metal, 105 de papel, 86 de vidro e 610 de outros itens que serão destinados para a Cooperativa MM reciclagem para reaproveitamento. Na ocasião, cinco mudas de Manacás da Serra foram plantadas ao redor da represa, almejando contribuir com o reflorestamento e a formação da flora local.

A iniciativa faz parte de uma série de ações que estão sendo implementadas no Brasil pela MetLife para fortalecer a agenda ESG no país e efetivamente proporcionar um impacto positivo contra a mudança global do clima. “Em 2022 realizamos duas ações de coleta de lixo, reunindo mais de 70 voluntários e conseguimos recolher mais de 12.180 itens, como canudos, garrafas plásticas, tampinhas, bitucas de cigarro, sacolas e embalagens longa vida”, comenta Thais Catucci, gerente de comunicação interna, responsabilidade social e sustentabilidade da MetLife Brasil.

Além de fortalecer a agenda ESG, esta é apenas uma das ações colocadas em prática pela MetLife nos últimos anos, com o intuito de avançar no cumprimento das 11 metas ambientais globais da ONU e efetivamente atender aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), com programas para saúde e bem-estar, igualdade de gênero, trabalho descente e crescimento econômico, redução das desigualdades e ação contra a mudança global do clima. “Esta iniciativa nos ajuda com o cumprimento do ODS 13, que trata de tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos. Além de proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, também é uma maneira de gerir de forma sustentável as florestas, combatendo a desertificação, degradação da Terra e a perda da biodiversidade”, acrescenta Thais.

No Brasil, a MetLife possui um Comitê de Sustentabilidade, pautado por uma agenda ativa de discussões para escolha de projetos, criação de ações internas e melhorias que visam gerar menos impacto ao meio ambiente. Em 2023, a empresa segue no pipeline com projetos ESG como: os projetos de mentoria Construindo Futuros e Laboratória, as ações de reforma de casas apoiadas pela Habitat para Humanidade Brasil; o patrocínio do projeto Sonhar, Planejar e Alcançar, em parceria com a Sésamo; o apoio ao programa JáÉ de Educação para Equidade Racial com o Fundo Baobá, que visa dar oportunidades para jovens negros de comunidades; o Floresta MetLife, projeto de plantio de árvores e recuperação de florestas, entre tantos outros.



Fonte: FSB Comunicação

Tags:

댓글


bottom of page