Destaques
Busca por Tags
Últimas notícias

Zurich promove iniciativas inovadoras por meio de gamificação

Seguradora lança a Central de Ideias, plataforma que estimula a criatividade entre seus funcionários e proporciona desenvolvimento profissional aos participantes. Em apenas duas semanas após o lançamento da iniciativa, quase 70 ideias já foram cadastradas

Uma empresa inovadora sempre se destaca, mas quando estimula a inovação, de dentro para fora, de forma lúdica, mas profissional, os funcionários participam mais ativamente do processo. É com base nessa premissa que a Zurich no Brasil lançou a Central de Ideias, plataforma eletrônica em que os funcionários cadastram ideias, acumulam pontos e são premiados. A iniciativa, que visa a resolver os principais desafios da seguradora, alinhados à estratégia da companhia, faz parte do Programa de Inovação da Zurich – tanto que a Central de Ideias foi uma sugestão de dois funcionários da empresa. Em apenas duas semanas, desde o lançamento, foram cadastradas quase 70 ideias.

“A Central de Ideias apoia o intraempreendedorismo. O diferencial desta iniciativa é que, além de os funcionários sugerirem propostas, poderão acompanhá-las e participar da execução, tendo feedbacks diretamente das pessoas envolvidas no negócio. Esta mecânica acaba por contribuir para o desenvolvimento profissional, já que a experiência proporciona trocas com membros de outras equipes e com as lideranças, e o consequente aumento de vivências, pois nem sempre as sugestões das pessoas estarão relacionadas às áreas que elas fazem parte. Além disso, é uma maneira de fomentarmos cada vez mais a cultura de inovação na empresa, que tem como objetivo final oferecer produtos, serviços e atendimento ainda melhores aos nossos clientes e parceiros”, explica o Superintendente de Estratégia da Zurich no Brasil, Ismael Andrade.

Por meio da plataforma eletrônica que os cerca de 1.500 funcionários da Zurich no Brasil têm acesso, é possível dar ideias das mais disruptivas às mais simples, pois a empresa estimula que não haja limites criativos, nem de quantidade de sugestões. O processo todo conta com quatro fases, a partir do cadastro de uma ideia. Primeiro, a ideia sugerida passa para uma Célula de Inovação, na qual é avaliada. Na segunda fase, para refinar a proposta, ela é submetida à ótica de três visões: do cliente, do mercado e do negócio. Na terceira fase, a sugestão passa pelo crivo dos responsáveis pelo desafio, que a avaliam a partir de critérios predeterminados e selecionam as melhores propostas. Por fim, aquelas que passarem por este crivo são submetidas a parâmetros de priorização de aprovação, considerando questões orçamentárias que determinarão a ordem de implementação.

Ismael conta que, ao longo do processo, os autores das ideias vão acumulando pontos: seja quando são enviadas para um desafio aberto na plataforma, seja quando um funcionário colabora com a ideia de outros colegas (pois a cocriação é intencionalmente motivada), na medida em que as próprias sugestões vão mudando de fase e, claro, quando são implantadas. Embora os funcionários possam dar ideias sobre quaisquer temas e áreas, de tempos em tempos, o time é estimulado a sugerir propostas de resolução a desafios pontuais. Recentemente, por exemplo, foram incitados a sugerir soluções sobre o papel dos seguros residencial e de automóvel. “É importante que a ideia gere valor, assim como seja um meio de possibilitar desenvolvimento profissional e fortalecer a cultura de inovação”, pontua o executivo.

De acordo com Ismael, a Central de Ideias surgiu da necessidade de a Zurich no Brasil sistematizar a inovação, já que a companhia percebeu que recebia muitas sugestões e precisava encontrar uma forma de administrar o recebimento delas, avaliá-las e dar feedbacks aos idealizadores, além da implementação das escolhidas. “Então, primeiro tentamos desenvolver uma solução caseira. Mas logo percebemos que precisávamos de algo maior. Foi aí que fizemos benchmarkings, pesquisamos cases, inclusive de outros países em que operamos. Após avaliarmos critérios de custo-benefício, decidimos por trabalhar com a plataforma da empresa AEVO, que é especializada em soluções de intraempreendedorismo”, conta Ismael.

A Zurich possui diversas iniciativas de fomento à inovação – locais e globais. Entre as locais: Programa de Imersão em Inovação (promovido em 2018 e 2019); Concurso de Inovação (2018), de onde surgiu a Central de Ideias; além de diversos workshops. Entre os globais: Make the Difference e o Zurich Innovation Championship (promovido em 2018 e 2019).


Fonte: Conteúdo comunicação

Associação Paulista dos Técnicos de Seguro

Largo do Paissandu, 72 - 17° andar Cj. 1704

São Paulo - SP - 01034-901

apts@apts.org.br

Páginas oficiais

  • YouTube
  • Wix Facebook page
  • LinkedIn ícone social
  • Wix Twitter page

Copyright © 2014 APTS. Todos os direitos reservados.  Política de privacidade.