Destaques
Busca por Tags
Últimas notícias

Ciclone-bomba: MAPFRE conclui inspeção dos clientes da região Sul

• Residencial e Patrimonial Rural foram as modalidades mais acionadas na ocasião • Mais de 2,4 mil solicitações de sinistros foram registradas pela companhia, com cerca de 1,5 mil apenas no estado de Santa Catarina • Indenizações aos clientes afetados estão em torno de R﹩ 34 milhões


São Paulo, 12 de agosto de 2020 - Há pouco mais de 30 dias, a população dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul foi afetada pelos reflexos da passagem do chamado "ciclone-bomba". Diversas residências, edificações e até mesmo propriedades rurais sofreram algum dano ou foram totalmente devastadas pelo evento climático.

A MAPFRE, uma das maiores companhias de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro e de assistência do mundo, concluiu a inspeção dos clientes da região Sul que comunicaram sinistros em decorrência do ciclone-bomba. As indenizações aos clientes afetados pelo evento estão em cerca de R﹩34 milhões.

As modalidades mais acionadas na região foram os seguros Residencial e Patrimonial Rural. O restante dos sinistros se dividiu, principalmente, entre os seguros Empresarial e Condomínio. As categorias Agrícola e Automóveis também registraram solicitações, mas não com a mesma expressividade que as demais.

Em meio a esse cenário, a MAPFRE agiu rapidamente, com intenso suporte de suas equipes regionais. "Nosso propósito é cuidar de pessoas, portanto, nos empenhamos em resolver rapidamente cada solicitação de nossos clientes. Para sinistros de menor complexidade, foi possível fazer vistorias por vídeo-perícia, via ferramentas tecnológicas ou até mesmo por WhatsApp, com o envio de fotos e vídeos pelo cliente. Para casos mais complexos, nossas equipes se deslocaram de forma ágil aos locais, com todo o suporte necessário e seguindo os protocolos de segurança contra a Covid-19 estabelecidos pelas autoridades sanitárias", informa Tulio Dias Carvalho, diretor de provedores da MAPFRE.

Mais de 2,4 mil comunicados de sinistros na região foram registrados pela companhia até o momento em decorrência dos efeitos gerados pelo ciclone-bomba. Por ser o estado mais impactado, cerca de 1,5 mil solicitações vieram somente de Santa Catarina.

Segundo Carvalho, no entanto, um número ainda maior de pessoas, empresas e propriedades rurais poderiam ter seus prejuízos minimizados ou até mesmo sanados. "Eventos como esse - devastadores em todos os sentidos - trazem à tona ainda mais a importância em nos protegermos. Quem conta com uma apólice de seguro pode garantir a manutenção de seu patrimônio e a retomada rápida de sua rotina", comenta.

O executivo reforça ainda a importância de que os consumidores, as empresas e os produtores rurais procurem distribuidores que comercializam os seguros, que poderão auxiliar na identificação da proteção mais adequada. "Os distribuidores de seguros exercem um papel consultivo, mostrando a importância de se proteger de todos os riscos que envolvem a sua vida ou o seu negócio", conclui Tulio Dias Carvalho.


Fonte: InPress

Associação Paulista dos Técnicos de Seguro

Largo do Paissandu, 72 - 17° andar Cj. 1704

São Paulo - SP - 01034-901

apts@apts.org.br

Páginas oficiais

  • YouTube
  • Wix Facebook page
  • LinkedIn ícone social
  • Wix Twitter page

Copyright © 2014 APTS. Todos os direitos reservados.  Política de privacidade.