Destaques
Busca por Tags
Últimas notícias

Direto & Reto com Camillo reforça indisposição da Susep em dialogar com o mercado de seguros

Em live, presidentes do Sincor-SP e Fenacor discorrem sobre as recentes decisões da autarquia que afetam os corretores de seguros

Para a 17ª edição do Direto & Reto com Camillo, o presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo, recebeu o presidente da Fenacor, Armando Vergílio, para discorrer sobre as pautas que vêm causando preocupação nos corretores de seguros, bem como em todo o mercado. Com o tema “Exposição da comissão do corretor de seguros e recadastramento”, a transmissão aconteceu na quarta-feira (24/06), pelo canal da TV Sincor-SP no YouTube.

“Nosso propósito é conversar com os corretores de seguros, e demais integrantes do setor, falando de temas que têm trazido controvérsias, incomodando a todos e que, certamente, vai atingir de forma negativa os consumidores”, reforça Camillo.

Armando Vergílio fez uma retrospectiva das últimas ações da Susep que afetam o mercado e os corretores de seguros. Para o presidente da Fenacor, existe uma deliberação em acabar com a profissão, que começou com a Medida Provisória 905. “Não foi a toa que a autarquia colocou dois dispositivos que revogaram a lei disciplinadora da profissão”, explica.

Vergílio ainda ressaltou as ações políticas da Fenacor, juntamente com os Sincors e o deputado federal Lucas Vergílio (SD-GO). “Conseguimos um texto alternativo, dando uma nova redação para a lei dos corretores, atualizando a legislação. O MP não foi para frente por divergências entre o Senado e o poder Executivo, sendo revogada no último dia de vigência”, revela.

Sobre a Resolução CNSP nº 382, que dispõe sobre a informação do valor de remuneração do intermediário de seguro ao consumidor, o presidente da Fenacor foi enfático: “Vai trazer vários prejuízos aos corretores de seguros. Ele vai levar 3, 4 propostas, boas opções de boas companhias, buscando a melhor relação custo benefício, preço justo e adequado com as coberturas necessárias. Sabe o que vai acontecer? Estabelecer um conflito entre consumidor e corretor, pois o cliente vai sempre questionar o ganho do corretor.

Com a intenção de barrar a Resolução, a Fenacor enviou ofício à Susep, apontando as irregularidades do documento, mas não obteve resposta. “Endereçamos ofício ao Conselho Nacional de Seguros Privados, apontando todas as ilegalidades e os prejuízos que a Resolução vai trazer a todos os players do mercado, principalmente aos consumidores. Mais recentemente, enviamos outro ofício solicitando, formalmente, que ela não entre em vigor neste período, para que possamos avaliá-la adequadamente”, declara.

O recadastramento da categoria na Susep também foi abordado pelos presidentes, que afirmaram não ser o momento, nem o sistema, adequados. “Não somos contra o recadastramento. Inclusive, é um pleito antigo da categoria para atualizar a base de dados dos corretores. Só gostaríamos que fosse realizado de uma maneira mais organizada”, ressalta Camillo.

“Após o recadastramento da pessoa física, a Susep viu que não dava conta de fazer o procedimento e solicitou ajuda do IBRACOR, que auxiliou a autarquia e conseguiu atualizar os dados dos profissionais. Quando chegou o momento de fazer o recadastramento da pessoa jurídica, a Susep disse que não daria conta e acabou suspendendo o procedimento. Se eles não tinham condição, não tinham tecnologia, como que do dia para a noite conseguiram? O presidente da Fenacor ainda questiona a ferramenta utilizada pela autarquia. “É um sistema de baixíssima tecnologia, falho e frágil, onde qualquer pessoa com CPF de um corretor poderia fazer o recadastramento e se apropriar desses dados”.

Camillo conta que as entidades não conseguiram barrar o recadastramento, através de liminar na justiça, e orienta os corretores a realizarem o procedimento. “O sistema continua ineficiente, oferecendo riscos de fraude, mas é importante fazer o procedimento para não ter mais problemas com a autarquia. Em breve, divulgaremos um passo a passo de como realizar seguramente”, completa.

Durante a transmissão, os presidentes ainda convidaram a superintendente da Susep, Solange Vieira, para participar do Direto & Reto com Camillo e dialogar com a categoria, além de fazerem um alerta sobre a atuação irregular da Onsurance.

Assista ao Direto & Reto com Camillo.

Fonte: Sincor-SP

Associação Paulista dos Técnicos de Seguro

Largo do Paissandu, 72 - 17° andar Cj. 1704

São Paulo - SP - 01034-901

apts@apts.org.br

Páginas oficiais

  • YouTube
  • Wix Facebook page
  • LinkedIn ícone social
  • Wix Twitter page

Copyright © 2014 APTS. Todos os direitos reservados.  Política de privacidade.