Associação Paulista dos Técnicos de Seguro

Largo do Paissandu, 72 - 17° andar Cj. 1704

São Paulo - SP - 01034-901

apts@apts.org.br

Páginas oficiais

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page

Copyright © 2014 APTS. Todos os direitos reservados.  Política de privacidade.

Destaques

CCS-SP reúne associados para discutir MP 905 e autorregulação

12/02/2020

1/1
Please reload

Busca por Tags
Please reload

Clube dos Corretores de Seguros de São Paulo elege nova diretoria

08/09/2018

Chapa única liderada pelo atual secretário Evaldir Barboza de Paula foi eleita por aclamação para comandar a entidade pelo próximo biênio.

 

 

Em Assembleia Geral realizada no dia 4 de setembro, nos termos do edital e antes do almoço tradicional com a presença de associados, no Terraço Itália, a chapa única liderada pelo atual secretário Evaldir Barboza de Paula foi eleita por aclamação para comandar o Clube dos Corretores de Seguros de São Paulo (CCS-SP) na gestão 2018/2020.

 

Em processo conduzido pelo atual mentor Adevaldo Calegari, o edital de eleição foi lido pelo associado Marcelo Guirao e chancelado pelo presidente do Sincor-SP, Boris Ber. Além de Evaldir Barboza, compõem a diretoria o ex-mentor Nilson Arello Barbosa (secretário), Jorge Teixeira Barbosa (tesoureiro) e na Junta Fiscalizadora Ivone Elise Gonoretske, Nilson Moraes e Raquel A. Mangue Gomes.

 

Plano de gestão - O mentor eleito aproveitou a ocasião para apresentar as propostas do seu programa de gestão, que tem como diretrizes a modernização e a adequação da atuação do CCS-SP às novas demandas da categoria. Porém, ele fez questão de registrar que espera a colaboração dos associados para aperfeiçoar as propostas. “O trabalho é de todos e como mentor me vejo na função de coordenar as ações e atividades”, disse.

 

Com enfoque na gestão profissional, a nova diretoria pretende valorizar a marca da entidade, que já completou 45 anos de existência, traçando o perfil profissional de seus associados, pessoas física e jurídica. Para tanto, o recadastramento será utilizado também como meio de identificar o vínculo entre os associados e as suas respectivas empresas, principais ramos de atuação, volume de produção etc.

 

Outro propósito da nova gestão será a reformulação do estatuto, que passou por apenas duas alterações nos últimos 45 anos. Evaldir Barboza justificou a necessidade em função de casos pontuais, como o de associados afastados que precisam cumprir diversos trâmites para serem reintegrados ao quadro associativo.

 

A reformulação do estatuto também permitirá ampliar o quadro de diretores, que atualmente é composto por apenas seis membros, além de viabilizar a constituição de grupos de trabalho. “Esse reforço virá ao auxílio dos nossos eventos, fazendo com que nossas ações fluam com mais tranquilidade”, disse.

 

Está nos planos da diretoria eleita aumentar a interação com os associados, por meio da ampliação da base de comunicação. A ideia é criar novos canais para receber manifestações, opiniões e sugestões para melhorar a gestão do Clube e, ainda, para informar e prestar contas aos associados.

 

Outro desejo dos novos gestores é estimular a produção intelectual dos associados, abrindo espaço para a publicação de artigos e trabalhos. “Temos um celeiro de qualidade e precisamos utilizá-lo. Às vezes, os conhecimentos de um colega são estratégicos para o negócio de outro”, disse. A proposta de comunicação contempla, ainda, a rentabilização comercial do site da entidade, por meio de anúncios patrocinados.

 

A aproximação com outras entidades do setor é um dos pontos do plano de gestão de Evaldir Barboza, que tem como objetivo aumentar o intercâmbio e promover parcerias, além de fortalecer pleitos da categoria. “Precisamos criar uma agenda comum, debater juntos e deliberar situações que permitam ao sindicato programar ações”, disse.

 

Além do tradicional almoço mensal, a nova gestão pretende investir em eventos diferenciados, em novos horários e formatos. A temática será direcionada para novas oportunidades ou à melhoria do negócio dos corretores. O mentor eleito adiantou que um tema em pauta para o próximo ano será a sucessão familiar. “Não é incomum corretores perderem o negócio por falta de sucessores. O Clube tem a obrigação de discutir alternativas para esse problema”, disse.

 

Por fim, Evaldir Barboza revelou o sonho de conquistar a sede própria para o CCS-SP. “Na nossa sede temos a possibilidade de receber os associados e de estes receberem os seus clientes. Mas, se tivermos o nosso próprio espaço será muito bom para que os próximos 45 anos venham com mais tranquilidade”, disse.

 

Encerrando a gestão – O atual mentor Calegari, que se despede do cargo no mês de outubro, expressou o seu sentimento em relação aos seis anos de gestão. “Senti-me muito honrado e grato em representar o Clube e somente o fiz porque contei com uma diretoria profissional e muito comprometida”, disse.

 

Calegari foi responsável por um momento de grande emoção no almoço ao promover comovida homenagem à memória de Denise Peters, que faleceu no dia 25 de agosto. Para o esposo dela, Wagner Pereira, que estava presente na ocasião, ele disse: “Nosso sentimento nesse momento é o de abraçar a Denise, na certeza de que ela está muito bem, porque Deus tem um carinho grande por seus filhos e quando os chama é porque tem uma proposta maravilhosa para eles”.

 

Evaldir Barboza recebeu muitos cumprimentos dos associados e, em especial, do presidente do Sincor-SP, Boris Ber, que além de desejar sucesso, prometeu, na ocasião, conceder ao CCS-SP uma ferramenta para a apuração de dados relevantes dos sócios, um dos pontos importante de estudo da nova diretoria. Calegari também foi parabenizado por seu profissionalismo na condução da entidade e recebeu votos de sucesso para os seus novos projetos.

 

Fonte: CCS-SP

 

Please reload

Últimas notícias
Please reload