Associação Paulista dos Técnicos de Seguro

Largo do Paissandu, 72 - 17° andar Cj. 1704

São Paulo - SP - 01034-901

apts@apts.org.br

Páginas oficiais

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page

Copyright © 2014 APTS. Todos os direitos reservados.  Política de privacidade.

Destaques

Coronavírus e o seguro

18/03/2020

1/1
Please reload

Busca por Tags
Please reload

Teste demonstra eficácia de sprinklers

Queima de ambiente com e sem chuveiros automáticos foi realizada durante a primeira simulação de incêndios do tipo “Side by Side” na América do Sul.

 

 

A efetividade dos chuveiros automáticos (sprinklers) na contenção de incêndios e preservação da vida e do patrimônio foi comprovada pela Associação Brasileira de Sprinklers (ABSpk) na primeira simulação de incêndios do tipo “Side by Side” na América do Sul. O teste foi realizado no dia 13 de abril, na cidade de Paulínia, na região de Campinas, interior de São Paulo.

 

Em tempo real, o “Side by Side Burn – ABSpk” demonstrou os danos que podem ser causados pelo fogo. “Esta iniciativa foi cuidadosamente planejada e testada, seguindo padrões internacionais, por um ano. Realizamos uma demonstração com alta segurança e teor educativo para conquistar mais agentes atuantes pela causa da prevenção de incêndios em todo o Brasil, em especial, a sociedade”, declarou o diretor presidente da ABSpk, João Carlos Wollentarski Júnior.

 

Um aspecto abordado em destaque pela entidade foi o combate aos sprinklers "piratas" e não certificados que estão invadindo o mercado brasileiro e que possuem um alto risco de interferir negativamente no funcionamento do sistema de incêndio. “Até 2008, não tínhamos importação de bicos sem certificação. Hoje, somente 30% dos produtos importados são certificados. Precisamos garantir a certificação de produto e tornar também compulsório”, alertou Wollentarski.

 

Para o comandante do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Interior do Estado de São Paulo, Cel. Max Mena, a iniciativa da ABSpk ratifica o que pesquisas já constataram. “Esta demonstração valida a efetividade dos sistemas automáticos e mostra que os sprinklers têm autonomia e são eficientes no combate a incêndios. O Corpo de Bombeiros, como órgão regulador, tem a obrigatoriedade de desenvolver estudos, elaborar e rever normas de proteção continuamente. O desafio para maior implementação dos sprinklers no Brasil é encontrar o equilíbrio entre o risco e o investimento necessário para sua cobertura”, declara.

 

A engenheira Renata Fajgenbaum, da certificadora FM Approvals, considera relevante o Side by Side da ABSpk para conscientizar o público. “Essa iniciativa é bem-vinda porque esclarece as pessoas não só quanto à importância de se utilizar produtos e equipamentos de proteção contra incêndio, mas também da necessidade de que eles sejam de qualidade para que funcionem adequadamente”, resumiu.

 

O ensaio

O ensaio seguiu a metodologia empregada pela entidade não governamental norte-americana The Home Fire Sprinkler Coalition (HFSC). Os dois ambientes representavam uma sala de estar e trabalho em um espaço de 6,25m², ocupado com sofá de três lugares, tapete, cortina, quadro, relógio de parede, mesa com porta-retratos, cadeira e mesa de trabalho, pastas de documentos, CPU, monitor, mouse e teclado.

 

Diante das duas ‘salas’ foi adicionada uma placa de acrílico para que se pudesse visualizar a formação da onda de fumaça característica do ambiente fechado em combustão. O estímulo para dar início ao incêndio, em ambos, foi um papel no interior de um cesto de lixo, posicionado no canto da sala. Primeiro, foi realizada a demonstração da queima no ambiente ‘Sem proteção por Sprinkler’ e, posteriormente, no espaço ‘Com proteção por Sprinkler’.

 

Queima

 

 

A sala ‘Sem proteção por Sprinkler’ foi incendiada e atingiu o flashover (combustão súbita total) em 1 minuto e 30 segundos, deixando o espaço tomado pela fumaça tóxica e sem condições de sobrevivência. Em apenas 3 minutos, a sala estava totalmente danificada, com perda de todo o patrimônio.

 

 

Na sala ‘Com proteção por Sprinkler’, um único chuveiro automático foi acionado em 26 segundos, dando início ao combate do foco de fogo com água e contendo o incêndio na sala em 1 minuto. Não houve perda significativa do patrimônio. Apenas a cortina, o tapete e o sofá foram parcialmente danificados pelas chamas.

 

Efetividade dos Sprinklers

O funcionamento automático do sistema de sprinklers equivale a ter um “bombeiro de plantão”, disponível 24 horas no local protegido.

 

Estudos realizados pela National Fire Protection Association (NFPA) comprovam que incêndios em edificações com sprinklers têm danos materiais entre seis e 10 vezes menores do que em incêndios em edificações sem sprinklers.

 

Os chuveiros automáticos atuam diretamente no foco dos incêndios e são acionados pela ação da temperatura, que estoura o bulbo e libera a saída de água para combater o fogo. Ao contrário do que é propagado pelas produções cinematográficas, só os sprinklers próximos ao foco de incêndio são acionados, não se inunda todo o ambiente.

 

O sistema de chuveiros automáticos permite que se utilize menos água. Enquanto nove sprinklers em funcionamento consomem 680 litros de água por minuto, duas mangueiras de 65mm ligadas utilizam 1.500 litros por minuto.

 

 

Tags:

Please reload

Últimas notícias
Please reload