Destaques
Busca por Tags
Últimas notícias

Garantia estendida com mais informação

Para tornar a compra do seguro mais consciente, FenSeg lança cartilha com orientações ao consumidor.


Criado em 2005 para oferecer ao consumidor a ampliação do prazo da garantia legal e contratual de produtos, como eletrodomésticos, eletroportáteis, eletrônicos e celulares, dentre outros, o garantia estendida dobrou de tamanho entre 2008 e 2014. A quantidade de seguros vendidos passou de 27,1 milhões para 46,1 milhões, segundo pesquisa da CNseg e do Ibope. No último ano, porém, o consumo desaquecido desacelerou o ritmo de contratação. Entre janeiro e setembro de 2015, o faturamento do garantia estendida reduziu em 6,7% (caiu de R$ 2,30 bilhões para R$ 2,14 bilhões).


Mas, o garantia estendida foi alvo de grandes polêmicas até 2013, ano de sua regulamentação. Desde então, grandes redes varejistas foram proibidas de praticar a venda casada, ou seja, de condicionar o fornecimento do produto à compra do seguro ou de embutir o preço do seguro no preço do produto. Para esclarecer o público de mais de 33 milhões de pessoas que possuem pelo menos uma apólice de seguro garantia estendida no Brasil e futuros consumidores, a CNseg e a FenSeg lançaram em janeiro a cartilha da série “Entenda o Seu Seguro” com orientações para o consumidor.


Em 14 páginas, a publicação esclarece e simplifica o entendimento do produto com uma linguagem simples e clara. O material aborda os direitos e as obrigações de todas as partes envolvidas na contratação do seguro, suas coberturas e seus benefícios, além de chamar a atenção do consumidor para práticas ilegais como a “venda casada”. A diretora executiva da CNseg, Solange Beatriz, destaca que faltava compreensão sobre o seguro. “É um produto bom, positivo, mas que não estava sendo bem recebido pelos consumidores”, disse.


Para o vice-presidente da Comissão de Seguro de Garantia Estendida da FenSeg, Allan Rocha, as redes varejistas devem participar de ações de divulgação e treinamentos referentes à venda de seguros. “O varejo é um braço da seguradora. É quem leva a informação sobre cada seguro ao consumidor final”. A advogada e consultora da CNseg, Maria Stella Gregori, reforçou o viés de inclusão social do seguro. “Portanto, é fundamental que todas as informações estejam claras e precisas para que o consumidor possa administrar seus próprios riscos”, disse.


“Vivemos em um mundo em que a comunicação é uma ferramenta valiosa e queremos utilizá-la para auxiliar os consumidores sobre a contratação do seguro”, pontua o diretor Executivo da Federação, Neival Freitas, enfatizando que segurados bem informados tornam o mercado de seguros muito mais acolhedor e popular. A cartilha estará disponível aos segurados nas lojas das redes varejistas, nos sites dessas representantes das seguradoras, da CNseg, FenSeg e das companhias que oferecem o garantia estendida.